FIQUE SABENDO

 

QUEM NÃO É VISTO NÃO É LEMBRADO!

ANUNCIE AQUI E DÊ VIDA AO SEU PRODUTO, SERVIÇO OU DESTINO!

ENTRE EM CONTATO:
Tel. 021 3031.9298- 022  98136.5666
E-mail:- comercial@editoralagosturismo.com.br

 

JORNAL LAGOS TURISMO

O sucesso de um evento se mede também pela repercussão e o alcance da sua difusão. Pelo apoio fundamental da mídia nesse processo, nossos agradecimentos por sua participação e cobertura nesta 42ª ABAV – Expo Internacional de Turismo que acabamos de realizar.

Cordialmente, 

 

Feira do Empreendedor


De 27 a 30/11/2014
Rio centro-RJ de 27 a 30/11/2014

 

 

Em 'hotel do divórcio', hóspede entra casado e sai solteiro


O hotel Gideon, onde funcionará o Divorce Hotel nos EUA (Foto: Divulgação/WWW.DIVORCEHOTEL.COM)

Um hotel em que os hóspedes entram casados e saem solteiros. E por vontade própria. É essa a proposta do Divorce Hotel (hotel do divórcio), que já existe na Holanda há três anos e vai começar a funcionar nos Estados Unidos este mês.

Na verdade, não se trata de um hotel específico, mas de uma empresa que tem parceria com alguns hotéis. São seis na Holanda, incluindo o hotel-boutique Carlton Ambassador, em Amsterdã.

 

BOMBEIRO O AMIGO
DA SOCIEDADE

Quando o ideal é a vida, vale dar a vida por um ideal - Corpo de Bombeiros.

 

RIO 2016 LANÇA IDENTIDADE VISUAL

 

ANUNCIE NO SITE DO JORNAL LAGOS TURISMO

MEDIDAS PARA EXIBIÇÃO NO SITE:

238 X 200 pixels
238 X 400 pixels
238 X 600 pixels

PRAZO DE EXIBIÇÃO: 30 DIAS

ENTRE EM CONTATOS COM O NOSSO DEPARTAMENTO COMERCIAL.
comercial@editoralagosturismo.com.br

Temos uma excelente negociação para você!

 

 

 

 

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

DESTAQUES

JORNAL LAGOS TURISMO PARTICIPA DA ABAV
COM EDIÇÃO ESPECIAL SOBRE DESTINOS!

CLIQUE PARA VER AS FOTOS

NOVIDADE

Piscina mais profunda do mundo

Ela desce 40 m abaixo do nível do solo, mais de 13 andares de um prédio, e é um desafio até para os mais corajosos. Alguém topa um mergulho?


Mergulhador posa no fundo da piscina! Você teria coragem?

Se você fizer uma viagem à Itália e for bem aventureiro, pode se interessar em conhecer a piscina mais profunda do mundo. Chamada de Y-40, por ter 40 m de profundidade, ela tem o tamanho aproximado de um prédio de 13 andares! O enorme tanque roubou da Nemo 33, na Bélgica, a primeira posição no ranking – ela tinha “apenas” 33 m. Elaborado pelo arquiteto Emanuele Boaretto, o projeto foi realizado em um ano.

 

OPINIÃO

Memória de torcedor de futebol

Carlos Lacerda, Consultor em turismo rodoviário.

 

 

Pretendia escrever um artigo sobre nossa programação de viagens de turismo e as oportunidades que nosso país oferece – o que farei na próxima oportunidade, pois senti o desejo de escrever sobre um tema que já abordei e que continua a inquietar-me. Refleti se estaria sendo repetitivo, mas, volto ao assunto “Trânsito Caótico”, fazendo mais algumas abordagens e reflexões.
Este mal social tem nos afligido, eé provocado pelo crescimento da economia, pelo êxodo rural e principalmente pela facilidade para aquisição de veículos (só no mês de abril/ 2014 foram vendidos 233.940 automóveis, e no acumulado foram comercializadas 1.54.298 unidades, de acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos). Como a estrutura viária das cidades é a mesma de algumas décadas atrás, pequenas medidas paliativas não resolvem os problemas, e o resultado é perda de tempo e dinheiro, aumento da violência e do número de mortos nos acidentes de trânsito, poluição do meio ambiente, entre outros aspectos.
Atualmente, quem não amarga nenhuma perda em consequência do transito caótico? Quem consegue vaga para estacionar na região central das cidades ou em shopping centres de grandes movimentos sem ter de brigar pelo espaço? Você conhece alguém que sofre com problemas respiratórios em consequência da poluição? Qual tem sido nossa atitude para mudar este quadro? Como temos cobrado o nosso representante a administração municipal quando vemos apenas ações paliativas na busca de “maquiar” o problema?
O titulo deste artigo faz com que possamos refletir e não agir como torcedores de futebol: o time perde, perde e perde (como ocorreu pouco tempo atrás na Copa do Mundo), e quando ganha uma, é só euforia, vibração e fé no “agora vai” em outra rodada, o time volta a perde, e aí começa tudo de nosso, pois o clube não faz investimentos e a equipe continua a mesma, então é previsível que os bons resultados não virão. Nós estamos ficando assim como cidadãos. Qualquer comentário ou projeto, já acreditamos, nos alegramos, respiramos aliviados, mas, sabemos que é só uma ação isolada, eleitoreira. Depois tudo continua como era antes.
Não podemos ser volúveis, com memória e comportamento de torcedor de futebol. Tenhamos atitudes em nosso dia-a-dia, que demonstrem nossa preocupação e contribuição para mudarmos o quadro atual.
Devemos exigir que o representante que elegemos trabalhe de forma prioritária em projetos que melhorem nossa rotina, a partir de ações concretas, nos dando melhores condições de vida, a fim de garantir, por exemplo, bolsões/ grandes estacionamentos de automóveis nos arredores dos centros comerciais de transporte coletivo eficiente; deslocamento/ divisão dos centros comerciais para pontos estratégicos urbanos e posição estratégica dos distritos industriais com ser respectivo “rodoanel”. Enfim, é preciso reunir o corpo técnico da secretaria de transporte e mobilidade urbana para desenvolver soluções de acordo com a característica da estrutura viária e de transporte da cidade.

 

RIO DAS FLORES - A NATUREZA SEMPRE VIVA

Que tal tirar uns dias de descanso em Rio das Flores? A sede do município fica no estado do Rio de Janeiro e nasceu em torno da fazenda Cachoeira do Bom Sucesso, denominada depois como Santa Thereza.

A fazenda era parada obrigatória para os viajantes que transitavam entre a Vila de Valença e Porto das Flores, na divisa com a Província de Minas, e para quem vinha de Paty de Ubá, a atual Andrade Pinto.

Conforme dados do IBGE, a cidade possui pouco mais de 8.192 habitantes e conta com uma área de 477,662 km², distribuídos nos distritos de Rio das Flores, Manuel Duarte, Taboas e Abarracamento.

A região foi colonizada a partir do ciclo do café e enriqueceu graças às lavouras cafeeiras. Devido à Lei Áurea e à crise econômica do primeiro ciclo cafeicultor, entrou em declínio, sofrendo acentuado êxodo e gradual câmbio do foco produtor para o setor pastoril.

Em 1929, a vila foi elevada à condição de cidade e em 1944 passou a se chamar cidade de Rio das Flores. A nova denominação é em razão de percorrer em seu território o rio de mesmo nome, atribuído pela presença nativa de lírios-do-brejo em suas margens.

Atualmente, Rio das Flores é um município de economia voltada para as atividades agrícolas e/ou pecuárias, e possui um rebanho bovino em torno de 21 mil cabeças. Já o turismo é apontado como uma grande alternativa econômica para o futuro do município.

É o café e sua história que embasam essa atividade e atraem turistas para a cidade, que conta com visitas guiadas às fazendas do Ciclo do Café. Além disso, o artesanato, as igrejas e os museus estão no roteiro, que inclui também a deliciosa comida regional.

Para quem ainda está em dúvidas se vale a pena conhecer Rio das Flores, saiba que a tranquilidade, as tradições e a natureza são conceitos que parecem se fundir no município considerado um recanto privilegiado em plena região do Vale do Paraíba.

Por fim, além de limpa e florida, a cidade possui um clima agradável e sem poluição. Quase todos os moradores se conhecem e demonstram hospitalidade aos visitantes que se encantam pelo lugar.

A região de Rio das Flores conta com diversas cachoeiras, trilhas e mirantes como o Boa Vista, um dos mais concorridos por conta da vista panorâmica e do pôs do sol.

Partindo do Centro da Cidade, todos os caminhos levam à igreja Matriz de Santa Tereza D'Ávila, um local simples e aconchegante, onde Santos Dumont e sua irmã, Sofia, foram batizados.

Quem visita Rio das Flores não deve deixar de conhecer a vila de São José das  Três Ilhas. O conjunto arquitetônico é formado por uma igreja de pedra e dezenas de casarões datados do século XIX.

Em julho, a cidade realiza a festa do padroeiro, que conta com barraquinhas, quermesses e apresentações de corais e bandas da região, além do Festival do Vale do Café.
O evento também conta com apresentações nas praças, igrejas e fazendas das cidades vizinhas como Vassouras, Valença, Barra do Piraí e Mendes. Em sua programação, apresentações de música clássica, além de samba, chorinho e bossa-nova.


Localização:

- Rio de Janeiro: 180 km - Acesso pela Via Dutra (até entrada para Piraí) e RJ-145;

- Valença: 19 km - Acesso pela RJ-145;

- Juiz de Fora: 90 km - Acesso pela BR-040 (até saída 817) e RJ-151



 

Empresa italiana abrirá hotel de luxo em Ponta Negra

MARICÁ TERA HOTEL DE LUXO
O secretario de desenvolvimento Econômico de Maricá, Lourival Casula, comemora a chegada do Grupo Italiano Massoli em Maricá

A Prefeitura de Maricá ainda colhe os resultados da participação na feira de investimentos imobiliários Eire, em Milão, no ano passado. Na ocasião, os representantes do município no evento receberam 300 empresas em mais de 100 reuniões realizadas nos três dias de evento. O objetivo de tais encontros era o de oferecer a cidade como um pólo atrativo para novos investimentos, especialmente em infraestrutura e turismo. O retorno do interesse dos europeus pode ser traduzido pelo anúncio, esta semana, da implantação de um hotel de luxo em Ponta Negra. O empreendimento, italiano, pertence ao grupo hoteleiro Massoli, cujo portfolio inclui, entre outros, o sofisticado La Pergola, belíssima propriedade rural encravada entre as cidades italianas de Lazio e Umbria. O contato inicial com os representantes do grupo ocorreu durante a Eire.

De acordo com as primeiras avaliações, o hotel em Ponta Negra deverá ter algo em torno de 80 suítes de luxo e ficará em uma encosta próxima ao farol que dá nome ao bairro. Todas as acomodações terão vista para o mar. Tal qual no La Pergola e em outros cinco hotéis da empresa, o grupo Massoli planeja instalar também uma enoteca no seu novo projeto em Maricá. Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Maricá, Lourival Casula, a chegada de um empreendimento sofisticado como esse comprova que a estratégia de mostrar a cidade como o “hot spot” de investimentos no Brasil está correta. “Eles só chegaram até aqui porque apresentamos não só oportunidades únicas mas também um ambiente econômico atraente e seguro”, comemorou.  A previsão é que o empreendimento comece a operar em aproximadamente um ano. 

 

Ingresso mais barato das Olimpíadas custará R$ 40,00
e o mais caro, R$ 4.600
,00

Bolt conquista ouro em Londres: ingresso para tentativa do tri olímpico vai custar até R$ 1.200 (Foto: Agência Getty Images)

Os preços dos ingressos para os Jogos Olímpicos foram anunciados nesta terça-feira. Das 7,5 milhões de entradas, 3,8 milhões custarão até R$ 70. As mais baratas, R$ 40. O valor mais caro será cobrado na Cerimônia de Abertura, no dia 5 de agosto de 2016, no Maracanã: R$ 4.600. A partir de novembro será aberto o cadastramento no site de vendas. Entre março e maio de 2015 os pedidos dos eventos serão feitos. Em junho e julho serão sorteados e a partir de setembro, os ingressos que sobrarem serão colocados à venda. As entradas serão entregues a partir de maio de 2016. 

Confira a tabela de preços dos Jogos Olímpicos de 2016



Dentre os ingressos que custarão R$ 40, em quatro oportunidades será possível assistir a campeões olímpicos: ciclismo mountain bike, em Deodoro, maratona aquática, na praia de Copacabana, e as chegadas da maratona, no Maracanã, e da marcha atlética, em Copacabana. As outras provas com o mesmo valor são para preliminares: canoagem de velocidade, futebol, hóquei sobre grama, levantamento de peso, lutas livre e greco-romana, pentatlo moderno, remo, tiro esportivo e vela.  

Para presenciar a tentativa do jamaicano Usain Bolt conquistar um inédito tricampeonato olímpico nos 100m, no Engenhão, o torcedor terá que desembolsar entre R$ 350 e R$ 1.200, mesmos valores da final do basquete masculino, que se tudo correr normalmente, deverá ter os Estados Unidos, e do vôlei masculino, quando o técnico Bernardinho poderá se despedir da seleção brasileira no Maracanãzinho com mais um título olímpico. A final feminina, na qual o Brasil tentará o tricampeonato olímpico, vai custar entre R$ 260 e R$ 900. 

Cerimônia de abertura em Londres: ingresso mais caro no Rio 2016 (Foto: Agência Reuters)

A decisão do futebol masculino, no Maracanã, quando o Brasil espera finalmente conquistar a medalha de ouro, terá ingressos entre R$ 380 e R$ 900. Um dos esportes mais disputados das Olimpíadas, a ginástica artística, terá valores entre R$ 260 e R$ 900 nas disputas de medalha. Mesmo preço das finais da natação, nas quais esperam-se as presenças de Michael Phelps e Cesar Cielo, entre outras estrelas das piscinas. 
Etapas da compra de ingressos para as Olimpíadas Rio 2016 (Foto: Reprodução internet)
No judô, um dos carros-chefes do Brasil em 2016, os preços das finais vão variar entre R$ 220 e R$ 700, mesmos valores das finais do tênis, que poderão ter astros como Roger Federer, Novak Djokovic, Roger Federer e Serena Williams.  

As cerimônias de abertura e encerramento terão como menor preço R$ 200. O setor mais caro da primeira será o ingresso mais caro das Olimpíadas: R$ 4.600. No encerramento, o setor de maior valor custará R$ 3.000.

A responsabilidade pelo sistema de venda de ingressos pela internet, pelo controle de acesso, a estrutura de call center, além da bilheteria, ficará a cargo da empresa alemã CTS Eventim, selecionada por um processo público de concorrência. Caberá à empresa coibir a ação de cambistas e evitar que se repitam procuras bem maiores do que a oferta de ingressos, como se viu na Copa do Mundo. Haverá uma ampla rede de venda de ingressos, que três meses antes dos Jogos passará a funcionar 24h por dia. 

A CTS Eventim é líder em desenvolvimento de softwares e distribuição de ingressos na Europa e a segunda maior em venda de ingressos no mundo. Comercializa mais de 100 milhões de ingressos por ano e foi a responsável pelo programa de ingressos da Copa do Mundo de futebol da Alemanha, em 2006, dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de Turim 2006 e de Sochi 2014. 

 

Lagos Turismo lança mais uma edição. Clique na capa e confira!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

HISTÓRIA E CURIOSIDADES TREM DO CORCOVADO

É impossível imaginar uma viagem ao Rio de Janeiro sem uma visita ao Cristo Redentor. Localizado no alto do Morro do Corcovado, o monumento é a imagem brasileira mais conhecida no mundo. Todos os anos, mais de 600 mil pessoas são levadas ao Cristo Redentor pela centenária Estrada de Ferro do Corcovado, o passeio turístico mais antigo do país.
Mantive a primeira frase, veja a argumentação: Acredito que cabe, estamos falando de uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno e símbolo do RJ, se pedir que pessoas falem algo que remeta ao Rio, certamente três em cada cinco dirão Cristo Redentor... Os dados que seguem a frase provam isso.
Além de se deslumbrar ao ver pelas janelas do trem as paisagens mais bonitas da Cidade Maravilhosa, o passageiro faz um passeio através da história do Brasil. Inaugurado em 1884 pelo Imperador D. Pedro II, o Trem do Corcovado já levou papas, reis, príncipes, presidentes da república, artistas e cientistas em seus vagões.
É também um passeio ecológico. O trem atravessa a maior floresta urbana do mundo: o Parque Nacional da Tijuca, um pedaço da mata atlântica, considerado um exemplo de preservação da natureza.
E quem viaja pela Estrada de Ferro do Corcovado ajuda a manter a floresta: o trem é elétrico e, por isso, não polui; além disso, parte da arrecadação da bilheteria é destinada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) para a conservação da mata.

Estrada de Ferro do Corcovado

A Estrada de Ferro do Corcovado foi a primeira ferrovia eletrificada do Brasil. Inaugurada em 1884 por D. Pedro II, é mais antiga do que o próprio monumento do Cristo Redentor. Aliás, foi o trem que, durante quatro anos consecutivos, transportou as peças do monumento.


Na época o trem a vapor foi considerado um milagre da engenharia por percorrer 3.824 metros de linha férrea, em terreno totalmente íngreme. Mas, em 1910, os trens foram substituídos por máquinas elétricas e mais recentemente, em 1979, quando a Esfeco assumiu o controle da ferrovia, foram trazidos da suíça modelos mais modernos e seguros.

Cristo  Redentor

O cartão postal carioca teve sua pedra fundamental lançada em 1922 e a inauguração em 12 de outubro de 1931. O Cristo Redentor, símbolo da Cidade do Rio de Janeiro, foi eleito como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno, em votação realizada pela internet e por mensagens de celular, organizada pela New Seven Wonders Foundation, da Suíça, entre 21 monumentos participantes de todo o planeta.
 
E a escolha foi merecida. Do alto de seus 38 metros - e dos 710 metros do Morro do Corcovado - o Cristo é a imagem da fé e da simpatia do povo carioca e completa, em 2013, 82 anos. Desde o ano de 2000, quando recebeu nova iluminação, o monumento e seus acessos vêm passando por um processo de revitalização. O ponto alto foi a inauguração do acesso mecanizado em 2002, com elevadores panorâmicos e escadas rolantes.

Floresta da Tijuca

Localizada no coração da cidade, a poucos minutos da maior parte dos bairros do Rio, está a maior floresta urbana do mundo replantada pelo homem. O reflorestamento foi uma iniciativa pioneira em toda a América Latina, feito no século XIX, após anos de desmatamento intenso e plantio, principalmente de café. Com cerca de 3.200 hectares, tem a grande vantagem de mesclar centenas de espécies da fauna e da flora só encontradas na Mata Atlântica.
A Floresta da Tijuca possui recantos e atrativos históricos que merecem ser visitados, como: a Cascatinha, a Capela Mayrink, o Mirante Excelsior, o Barracão, a Gruta Paulo e Virgínia, o Lago das Fadas, a Vista Chinesa e o Açude da Solidão, pontos frequentados por famílias inteiras nos fins de semana. 

 

CACHOEIRAS DE MACACU- PARAISO ECOLÓGICO

Cachoeiras de Macacu se localiza na de região baixadas litorâneas do Rio de Janeiro, a menos de 100 quilômetros da capital do estado. Faz limites com os municípios de Nova Friburgo, Rio Bonito, Itaboraí, Guapimirim, Silva Jardim e Teresópolis. É atravessado pelo Rio Macacu, o maior rio que deságua na Baía de Guanabara, tanto em extensão quanto em volume d’água.

As regiões centro-sul do município apresentam características de baixada, e a parte norte inclui elevações da Serra do Mar. Sem espaço de transição, tocam-se os dois extremos topográficos: serra e baixada.

A área serrana de Cachoeiras de Macacu é recoberta por trechos de Mata Atlântica de caráter primário e secundário – parte deles se situa nos limites do Parque Estadual dos Três Picos. Em suas densas matas foram detectados elevados índices de biodiversidade, o que leva especialistas a considerar a região como de elevada prioridade para a conservação ambiental.

Apesar de sua economia se basear na agricultura (principalmente coco, goiaba, inhame, aipim e milho) e na pecuária bovina, Cachoeiras de Macacu vem aos poucos se estabelecendo também como destino de turismo e lazer. O município tem sido cada vez mais procurado para a construção de sítios de veraneio, hotéis e pousadas. Suas belezas naturais, como a Pedra do Faraó, a Pedra do Oratório, a Pedra da Mariquita e a Pedra do Colégio – símbolo da cidade –, além de várias cachoeiras, têm atraído praticantes de trekking, montanhismo, rapel e outras modalidades de esportes radicais e de ecoturismo.

Cachoeiras de Macacu é dividida em três distritos: Cachoeiras de Macacu (sede), Japuíba e Subaio.

O turismo está entre as atividades econômicas que mais dependem da conservação e valorização do meio ambiente natural e construído, especialmente para os destinos cujo destaque são os atrativos relacionados à cultura e às belezas naturais. É considerado sustentável quando consegue alcançar os resultados econômicos desejados respeitando o meio ambiente e o desenvolvimento das comunidades locais. Os turistas, cada vez mais, favorecem empreendimentos que minimizam a poluição, o desperdício, o uso de energia, de água e de produtos químicos tóxicos. Visitantes satisfeitos, que levam consigo novos conhecimentos e recomendam aos amigos que tenham a mesma experiência, são a garantia de sucesso de um destino turístico. Um ambiente saudável e preservado, no qual há respeito pela diversidade humana, natural e cultural é o ideal para a prática sustentável do turismo. Se essas condições não são asseguradas, o destino começa a declinar e deixa de gerar os benefícios a que se propõe. O desenvolvimento do turismo sustentável deve respeitar a legislação vigente, garantir os direitos das populações locais, conservar o ambiente natural e sua biodiversidade, considerar o patrimônio cultural e os valores locais, e estimular o desenvolvimento social e econômico dos destinos turísticos. Negócios turísticos sustentáveis empregam e capacitam a população local, compram produtos da região e usam serviços também locais. Cooperam com a manutenção de hábitats naturais, sítios históricos e lugares que se desenvolvem perfeitamente.


 

FÉRIAS DE VERÃO!!!! SÃO LOURENÇO É A OPÇÃO

ggNesta época do ano, os habitantes das cidades litorâneas
procuram as estâncias hidrominerais do Sul de Minas Gerais, notadamente, São Lourenço, para passarem suas férias ou finais de semana. A mudança de clima faz bem para o organismo humano e as águas minerais edicinais existentes nesta região completam as deficiências do organismo. Nota-se que há uma troca de benefícios, quem mora nas montanhas procura o litoral e quem mora no litoral procura as montanhas para passar dias agradáveis em companhia de seus familiares.

A culinária nestas duas regiões citadas atrai os turistas
que gostam de saborear produtos típicos. No Sul de inas, além dos excelentes queijos e doces, o turista pode apreciar as delícias da cozinha mineira, tais como: leitão a pururuca, frango ao molho pardo e, atualmente, um dos pratos mais requisitados, a Truta fresca da Serra da Mantiqueira.

Como referência, indicamos o Hotel Brasil de São Lourenço pela sua infra-estrutura, lazer e diversão para toda família, com preços e condições de pagamentos bem acessíveis. Nesta época do ano, animadas festas de
Queijos e Vinhos e Tropical completam o seu bem estar.

São Lourenço tem um clima ameno pelo seu contato direto com a natureza, é o local ideal para passar férias, fins de semana e lua de mel!

Não perca tempo, visite São Lourenço, apenas a 270km do Rio de Janeiro. Divirta-se, bom passeio!

 

 

PUBLICIDADE


(21) 3031-9298
(11) 4064-3759







POWERED BY IGMA web solutions   

 

 

 

 

 

 


HOME | NOTÍCIAS | DESTINOSFERIAS & EVENTOSAGÊNCIAS & OPERADORASENTREVISTAS | SAÚDE DO TURISTA | AVIAÇÃO